Só me consigo "moldar" a mim mesmo.

23-11-2023 00:00

23 NOVEMBRO - Reflexão do Dia

Antes de chegar a Jogadores Anónimos atuei como um ator, insistindo em escrever todo o guião, produzindo, dirigindo e, em suma, comandando todo o espetáculo. Tinha de fazer as coisas à minha maneira, sempre a tentar arrumar e reorganizar as luzes, as falas, os cenários e, acima de tudo, o desempenho dos outros atores. Para que o espetáculo fosse fantástico, tudo o que tinha de fazer era que os meus arranjos ficassem como eu queria e as pessoas se comportassem da maneira que eu queria. As minhas fantasias levaram-me a acreditar que se todos se moldassem à minha maneira, tudo iria dar certo. Claro que isso nunca resultou dessa maneira.

 

Não é surpreendente como os outros parecem "moldar-se" agora que parei de tentar controlar tudo e todos?

 

Hoje eu peço:

Que eu me convença a abandonar a minha velha necessidade de controlar tudo e todos. Passou o tempo de eu não conseguir dirigir tudo de forma direta, fazendo-o indiretamente, através de manipulações, arranjos secretos e interferências. Que eu saiba que se ainda for a pessoa que está sempre a controlar as cordas das marionetas, também serei eu a ficar frustrado quando elas falharem ou caírem do palco.

 

Hoje vou lembrar-me:

 

Só me consigo "moldar" a mim mesmo.